> 14 de novembro de 2021
Vai um expresso? Italianos torram grãos de café com energia solar
Por Vinícius Marques/GIZMODO Brasil

Imagem: Toni Cuenca

Dois italianos desenvolveram um sistema para torrar café utilizando somente energia solar, eliminando a necessidade de usar energia elétrica ou gás. Criar a forma ecologicamente correta de torrar os grãos levou cerca de seis anos, até que o resultado agradasse os engenheiros Antonio Durbe e Daniele Tummei.

O sistema precisa de um espaço de cerca de 12 metros e é capaz de torrar até 50 quilos em apenas uma hora. Os raios solares são captados por meio de um conjunto de espelhos solares que direciona a energia para uma máquina que torra os grãos. Os espelhos possuem um mecanismo que os faz seguir a luz do Sol ao longo de todo o dia e direciona sua energia para uma cesta giratória de aço que contém os café. A cesta pode atingir temperaturas de até 250ºC.

Ao contrário de fornos convencionais, a luz solar torra o grão sem aumentar o ambienteem seu entorno e atinge os grãos sem queimar a parte externa. O fato da luz solar não queimar os café impacta na qualidade do produto e consequentemente em seu sabor, segundo os engenheiros fica mais rico. 

O sistema tem capacidade para  fabricar até 30 mil quilos de café por ano e economizar aproximadamente 60 mil quilowatts de eletricidade por hora, isso tudo com apenas 40 espelhos.

Embora o clima ensolarado da Itália favoreça a iniciativa dos engenheiros, um dia de tempo nublado pode acabar interrompendo a produção. Mas além de torrar deliciosos grãos de café, o sistema também pode ter outras utilidades, como direcionar a luz solar para fazer um belo churrasco.

O café Purosole, Puro Sol em italiano, é vendido pela internet, no entanto, a intenção principal de Durbe e Tummei é vender seus painéis solares para produtores de café que são adeptos à defesa do meio ambiente e produção de mercadorias ecologicamente corretas.

Nossos parceiros